1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 4.00 out of 5)
Loading...

Chocho És Tu

O verão nas cidades tem dois tons – o de quem se queixa que está chocho e não dá para ir para a praia, e o de quem se queixa que está quente e não se pode trabalhar. O verão das cidades é cheio de gente descontente, semeado aqui e ali por uns que nunca se queixam de nada e para quem está sempre tudo bem, e de outros que aproveitam de facto as partes boas – o poder vir trabalhar sem suar em bica, o dar um pulo à praia depois do escritório. Há quem diga que o verão das cidades, quando é como este, que é chocho, é o que as cidades deviam ser o ano todo, amenas e sem gente. Se a cidade afinal funciona assim e o sistema não colapsa, não podia ser assim o ano inteiro?

O verão nas cidades devia ter gente a fazer horas de almoço maiores, devia ter gente a sair mais cedo para ir à praia, devia ter gente a passear nos jardins, devia ter mais gente a trabalhar com roupa leve de verão. Vai-se a ver e tem é gente a passar mais tempo no emprego porque tem de fazer o trabalho do colega que foi de férias, gente que saí à hora habitual ou até um pouco mais tarde porque tem menos trânsito e não tem de ir buscar os miúdos à escola, gente que até traz um casaquinho porque o ar condicionado do escritório é agreste, e, convenhamos, o verão está chocho.

O verão nas cidades devia fazer-nos sorrir, devia ter pessoas bonitas com roupas simples, devia ter felicidade no rosto de quem passa. E às vezes tem, quando não é só pressa, às vezes tem, quando não está cheio de quem vive a contragosto, de quem acha que devia ter tudo o que não tem, e ao mesmo tempo usa saias curtas no inverno e calças compridas no verão, e se queixa que o mundo é que anda ao contrário.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.