1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 4.00 out of 5)
Loading...

Da (Quase) Perpétua Premeditação Do Pénis

white knickersE então ela falava-me do sexo deliberado, como se houvesse sexo acidental; dizia que uma coisa é sair de casa a pensar foder, haver uma premeditação, uma preparação, outra coisa é a coisa calhar, não estares sequer a pensar nisso e começar a haver ali um clima, um ambiente, uma vontade, e ires parar ao sexo como uma pedra vai parar ao fundo de uma ravina.

Nem argumentei com ela, às vezes é difícil argumentar com uma mulher bonita, receia-se com a contra-prova deitar água na fervura, apagar-lhe o fogo dos olhos, deixamo-nos ir, sorrindo e acenando, embalados no corpo que oscila.

Mas podia ter-lhe dito, podia ter-lhe contado que nos homens, em certos homens, neste tipo de homens, todo o sexo é premeditado, e nenhum sexo é premeditado. Não há sexo acidental, nunca fodemos com ninguém que nunca tivessemos pensado em foder, simplesmente pensamos em foder com muita gente, e quando acontece é sempre o consumar de alguma coisa que já tínhamos querido. E, ao mesmo tempo, nenhum sexo é premeditado porque raramente somos nós a decidi-lo; quem decide, queiramo-lo ou não, são as mulheres. O sexo, no nosso mundo, dá-se quando as mulheres querem, apenas quando as mulheres querem; o nosso trabalho, sempre premeditado, é fazê-las querer.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *