1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 5.00 out of 5)
Loading...

Enquanto Os Edifícios Desmoronam

Há dias calmos, em que tudo parece fluir sem esforço, há outros feitos de suor e sangue, em que cada minúscula vitória é tirada a ferros, outros ainda em que perdemos, perdemos tudo, perdemos sempre.

Em alguns dos dias piores, a saturação da catástrofe embota-nos os sentidos, torna-nos imunes a tudo, como se nos desligasse do que cai à nossa volta, e caminhamos displicentemente por entre as explosões e os escombros, a roupa ao vento, como se fossemos diáfanos, invulneráveis, inatingíveis, como se tivéssemos morrido, e aos mortos, já se sabe, nenhum projéctil fere. Ao fundo, em banda sonora, as Valquírias de Wagner, a tocar só dentro da nossa cabeça.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.