1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votes, average: 3.67 out of 5)
Loading...

Não Cases Para Foder De Borla

Casa-te com quem não te sirva para nada, ou não te cases.

Junta-te só com quem não tenha utilidade prática nenhuma, ou não te juntes.

Ama quem não precises; se precisares nunca saberás se amas.

Os outros não servem para pregar pregos; ir às compras; lavar louça; tratar do carro; carregar coisas pesadas; lavar roupa; passar; cozinhar. Nem sequer para dividir a renda ou o trabalho ou para ter companhia.

Entende que o amor é diferente da utilidade; não esperes utilidade de quem amas, como não esperas amor da mulher a dias.

Mas que não te traga peso: não aceites fardos, nem sejas fardo para ninguém. Lava a tua roupa, faz a tua comida, limpa a casa como se não houvesse mais ninguém. Depois podem trocar tarefas um com o outro, acabar um por lavar a roupa toda e outro a louça, porque é estúpido lavar a minha roupa e deixar a tua. Mas não esperes que viver com alguém seja justo, nem equilibrado. Lavares a tua roupa não faz com que deixe de haver a roupa do outro, suja por todo o lado.

Cada um é vítima da sua própria intolerância: o primeiro que achar que há muita louça suja na cozinha é o primeiro que a vai lavar, ou sofrer porque o outro a não lava. E nas coisas que são de fazer juntos, há sempre um que lhe sente primeiro a falta, ninguém é igual a ninguém, nem tem de ser: só precisa de não ser muito diferente, ou de entender e perceber e aceitar, e de fazer a sua parte.

Não sejas criado de ninguém, mas também não esperes exigir que vejam a vida como tu a vês, sem te explicares. Não és tu que dita as regras que se aplicam aos dois, viver com pouco trabalho numa casa mais suja ou com mais esforço num lugar mais limpo, ou deixar de ir de férias no verão para ter uma empregada o ano inteiro. Embora não pareça, é destas decisões que se faz a vida.

Amar é querer estar juntos, ter projectos, partilhar coisas e segredos. É querer mãos dadas, e sexo, e ficar calados um ao pé do outro. É partilhar entusiasmos e agruras. É compreender e querer compreender. Também é dar e receber, e saber dar, saber aceitar. Quem ama também faz coisas que são só para o bem do outro, mas isso não chega, não há amar sem partilha, de actos e de emoções.

Não estejas com ninguém para foder de borla. Há soluções melhores para isso.

As pessoas não servem para nada; não é suposto servirem para nada. E é quando não servem para nada mas as queres por perto que sabes que amas.

2 thoughts on “Não Cases Para Foder De Borla

  1. Florbela Ferrão
    24/01/2017 at 22:48

    Raciocínio, bonito.
    Parabéns.

    1. 31/01/2017 at 22:36

      ah, essa dúbia vírgula… ;)

      Obrigado :)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.