1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votes, average: 4.50 out of 5)
Loading...

Os Valentine’s Épicos

Os homens esforçam-se. E, por vezes, falham de forma épica, por exemplo ao tentar criar programas de Valentine’s. Aqui ficam alguns de que me lembro ouvi falar:

1. O que achou que era uma excelente ideia presentar a namorada com uma sensual massagem com óleos, feita por ele mesmo, e seguida de um romântico banho de imersão. Tornou-se subitamente menos romântico quando ela escorregou na banheira e se partiu toda. Os senhores do 112 gostaram da decoração especial que ele fez na casa de banho.

2. O que decidiu marcar mesa para um restaurante no dia dos namorados, convencido de que o “Menu Especial com Animação em Ambiente Intimista” até podia ser uma coisa interessante, para descobrir que o “menu afrodisíaco” – composto por uma entrada de Pecados do Mar, seguida de Pecados do Céu, e terminado por dulcíssimo Pecado da Terra – afinal eram ostras, bacalhau espiritual e bolo de morangos, e nem ele nem ela gostam de ostras nem de bacalhau nem de bolo de morangos, que a animação era um cantor pseudo-romântico-pimba que fazia o Quim Roscas parecer o Michael Bolton, e que o ambiente intimista consiste em estar praticamente em cima das mesas do lado, de tal forma que as pessoas de quem és mais íntimo o jantar todo são o Alberto que é bancário na CGD de Alfornelos e está na mesa à tua esquerda com a Gisele que é brasileira e aspirante a esteticista e o Tavares que é carpinteiro de cofragens e está à tua direita com sua esposa Nelinha, que se senta a mais de um palmo da mesa para conseguir ver o prato por cima dos peitos.

3. O que achou que era boa ideia vir mais cedo para casa e surpreender a mulher com um jantar feito por si mesmo e acabou por se surpreender com o difícil que é cozinhar sem pegar fogo às coisas.

4. O que achou que era uma excelente ideia levar a mulher a uma “festa swing” de surpresa, ela que pensava que ia a um jantar romântico e desistiu logo no bengaleiro, quando o maître da coisa lhe deu um folheto informativo e um cabide para pôr a roupa. (Desistiu, diga-se, do jantar; dele desistiu só uns meses mais tarde, depois de ele ter mais duas ou três ideias excelentes.)

5. O que se lembrou que era Valentine’s só quando a Soraia da contabilidade lhe perguntou se ia levar a mulher a algum sítio especial, e decidiu improvisar comprando as últimas flores que a florista tinha (crisântemos) e, depois de quatro restaurantes lhe terem recusado a reserva por estar cheios, levou frangos assados para o jantar (que a mulher já tinha feito em casa).

6. O que só no próprio dia percebeu porque é que a Luísa do Marketing tinha feito uma cara tão contrariada quando o convidou para “jantar na terça feira?” e ele recusou porque “Gostava imenso, Luisinha, mas terça tenho outra coisa combinada. Pode ser sexta?”

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.